Festa clandestina termina em baleado e aglomeração em Maringá

https://www.plantaomaringa.com/fotos/noticias/gd_festa-clandestina-termina-em-baleado-e-aglomeracao-em-maringa-5055-1900.jpg




A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Maringá, (DHPP), está investigando uma tentativa de assassinato registrada na madrugada deste sábado, (08/5), na área industrial do Tecno-Parque que fica situado nas imediações do Aeroporto, mais precisamente na saída de Maringá para Floresta. Veja o vídeo aqui 

Um jovem de 25 anos, pediu ajuda no Hospital Universitário, após ter sido atingido por um disparo de arma de fogo. O tiro acertou o braço esquerdo da vítima.

Segundo o rapaz, ele estava neste local que entre os jovens é chamado de "FIM DO MUNDO" quando o ocupante de um carro, sacou de uma arma de fogo e começou a atirar na sua direção. Após efetuar os disparos, o atirador fugiu sentido a rodovia PR-317. Mesmo ferido ele resolveu pedir ajuda por meios próprios. A Polícia Militar tomou conhecimento do ocorrido, através dos funcionários do HU que acionaram o 190.

O rapaz baleado não soube informar aos policiais quem seria o atirador e nem as características do veículo ocupado pelo indivíduo. Esse local é frequentado por centenas de jovens, que se reúnem para beberem, realizam racha de veículos (carros e motos), e muitos deles aproveitam para fazer o consumo de entorpecentes.

Moradores de propriedades rurais, situadas nas proximidades, reclamam da baderna que é feita pelos jovens neste local. A festa clandestina está prevista para ocorrer também neste sábado e domingo. 

Nesse mesmo local, no dia 08 de Novembro de 2020, a adolescente Ingrid Vitória Júlio Regina, de 15 anos, foi vítima de uma bala perdida e morreu ao ser ferida na cabeça. A adolescente assassinada, residia no Jardim Ouro Cola, porém estava no sítio do avô que fica localizado ao lado do Tecno-Parque.

No início da madrugada, na companhia do irmão e de outros familiares, a menina foi até a área industrial onde havia uma grande concentração de pessoas, dar uma volta. Infelizmente ela foi baleada e morreu. Dias após o ocorrido, o atirador se apresentou na delegacia de Polícia Civil e foi liberado. Posteriormente, por força de um mandado de prisão, ele foi localizado e preso. O local é conhecido por conta das festas clandestinas que ocorrem neste endereço, principalmente aos finais de semana.

Imagem de Festa clandestina termina em baleado e aglomeração em Maringá

Veja também