Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá

https://www.plantaomaringa.com/fotos/noticias/gd_agricultor-se-apresenta-e-assume-que-matou-homem-na-zona-rural-de-maringa-5728-2580.jpg


A Polícia Civil de Maringá, através da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa) esclareceu um crime de homicídio registrado no dia 11 de outubro. Na ocasião, Paulo Moura dos Santos, de 43 anos, foi executado na zona rural da cidade. Um agricultor de 40 anos, se apresentou na delegacia e confessou ter cometido o crime.

O suspeito estava na companhia de um advogado criminalista. Ele levou a arma usada na execução. Uma pistola calibre 380. Em depoimento, o agricultor alegou legítima defesa. Ele disse que chamou a atenção da vítima, porque o flagrou descartando entulhos na estrada. O homem não teria gostado, e começou uma discussão.

Ainda relatou, que a vítima tentou agredi-lo. Nesse momento ele sacou da arma e efetuou os disparos. Depois, deixou a cena do crime. O suspeito é dono de uma propriedade situada na mesma região em que o homicídio aconteceu. Após interrogatório, ele foi liberado. O inquérito está sendo presidido pelo delegado titular da DHPP, Diego Elias Almeida.

O CRIME 

Paulo Moura dos Santos, de 43 anos, foi morto a tiros na manhã desta segunda-feira, 11, na Estrada Miosotis, zona rural de Maringá. O homem estava caído ao lado de uma picape Ford/Courrier com placas de Maringá. De acordo com a polícia, Santos descarregava no local algumas placas de gesso quando foi executado com diversos tiros.

No local, a polícia científica encontrou ao menos 15 estojos de munição calibre .380. O delegado titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Maringá, Diego Elias de Almeida, esteve na cena do crime para dar início à investigação. “Existe a possibilidade dele ter se envolvido em uma briga aqui no local, já que ele estava descartando entulho de forma irregular. Uma pessoa pode ter chamado a atenção, começado a briga e essa pessoa armada, cometeu o crime”, suspeitou o delegado.

Apesar dessa ser uma das linhas de investigação, a polícia não descarta outras hipóteses. O celular da vítima foi apreendido e será periciado. A princípio o homem executado morava na zona norte da cidade. 

Esse foi o quarto assassinato deste mês em Maringá. No fim de semana, outras duas pessoas foram mortas em Maringá.

Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá
Imagem de Agricultor se apresenta e assume que matou homem na Zona Rural de Maringá

Veja também